sexta-feira, 4 de março de 2011

Elizabeth Opalenik



MÚSICA

Quando na penumbra
se faz a solidão
crescem raízes dentro do peito
e o silêncio ganha espaço.

O poeta,
sem ter pra onde fugir,
explode,
seu grito vira um canto.

francine canto



3 comentários:

  1. GRUPO ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS. É só acessar e seguir este grupo no Facebook). Participe enviando seus poemas, contos, crônicas, biografias culturais, projetos, eventos culturais, textos, sugestões de discos, livros, filmes, autores, etc. https://www.facebook.com/groups/149884331847903/
    ------------------------------------------------------------------
    EU QUERIA...

    Eu queria compor um poema
    Que ao ser declamado
    Se transformasse em um eterno sonho.
    Mas os sonhos são apenas desejos
    Que se dissolvem com o raiar do dia...

    (Agamenon Troyan)

    ResponderExcluir
  2. Olá!! Este é um convite para você participar do “Grupo Academia Machadense de Letras”, onde você poderá publicar gratuitamente seus poemas, contos, crônicas, livros, música; textos sobre saúde, releases de CDS e DVDS, eventos, lançamentos, sugestões de filmes, Artes, Shows, teatro, cinema, dança, artesanato... Acesse o link abaixo e no canto superior direito clique em (PARTICIPAR). Grande abraço!
    ---------------------
    https://www.facebook.com/groups/149884331847903/
    OBS:
    Em novembro (2013) a Academia Machadense de Letras, localizada em Machado, sul de Minas, realizará o IX Concurso de Poesias "Plínio Motta" (tema livre). Assim que sair o regulamento eu avisarei a todos Contamos com a sua participação.

    ResponderExcluir
  3. Francine... que palavras! saudade de nós em POA... lá ser vão quase 7 anos, né?

    ResponderExcluir