sexta-feira, 4 de março de 2011

Roger Camp


Cada hora tem a sua aurora.
Cada momento é chamariz ao renascimento.


francine canto



Elizabeth Opalenik



MÚSICA

Quando na penumbra
se faz a solidão
crescem raízes dentro do peito
e o silêncio ganha espaço.

O poeta,
sem ter pra onde fugir,
explode,
seu grito vira um canto.

francine canto



Michael Kenna



OS BICHOS

Reverencio as quatro cobras
que dançam em meu peito.
Reverencio o gato verde
que se esgueira através de meu sangue.

Reverencio todos os bichos
que me habitam.
Ofereço-lhes a alimentação mais rara,
a mais pura.

Que tomem o meu corpo,
para que a alma não estanque.

francine canto



Matisse


ENTREGA

digo:

beberei toda água da cisterna

a cisterna:

não te iludas

que sou infinda

nos dentes:

me lavarei então

toda imersa nesta água

para esquecer caramujos

unir-me

ao que na claridade é cisterna


francine